Os carros do futuro não precisam mais voar

A nova era de conectividade, streaming e serviços chegou para esquentar o mercado global automotivo. Hoje, uma das principais apostas do setor é investir em tecnologia para melhorar a experiência, proporcionar conforto e segurança das pessoas.

Uma pesquisa feita pela consultoria Allied Market Research, aponta que o mercado global de infotainment para automóveis foi avaliado em mais de US $ 11 bilhões em 2018 e deve alcançar US $ 21.53 bilhões em 2026, registrando uma taxa de crescimento anual (CAGR — Compound Annual Growth Rate) de 8,3% de 2019 a 2026.

O fator que está impulsionando a indústria de infotainment automotivo no mundo é a crescente preferência do consumidor por uma experiência mais conectada e diferenciada ao dirigir.

Pessoas conectadas a seus carros

Apesar da economia mundial estar sendo impactada no momento, é evidente que o investimento em tecnologia e experiência pode ser uma estratégia capaz de levar a indústria automotiva para um outro patamar.

A Volkswagen, por exemplo, lançou em abril uma central multimídia antes mesmo de mostrar detalhes sobre motorização ou design do Nivus, SUV que será lançado em junho no Brasil. É o VW Play, central inédita que será usada nesse novo modelo e que também se estenderá a outros veículos da companhia.

Com sistema sofisticado de infotainment, o VW Play tem capacidade de 10 GB, permite conexão com a Internet e oferece informações, entretenimento e serviços. O dispositivo funciona de forma semelhante a um smartphone ou tablet e foi 100% desenvolvido na América do Sul.

Entre as principais funções estão: streaming, conexão com internet por meio do smartphone, apps, pareamento simples, compras e até manual cognitivo do carro, que traz na tela todas as informações e dicas sobre o veículo, como data da próxima revisão ou até mesmo a pressão dos pneus. Esse sistema representa um salto expressivo na forma como motoristas e passageiros vão interagir com o carro.

Além de aplicativos como Waze, iFood, Estapar e Porto Seguro, disponíveis na própria loja da central multimídia, abre-se também a possibilidade de disponibilizar no futuro outras plataformas de terceiros. Como a própria empresa alemã destacou, o VW Play Apps é um ambiente “vivo” e conforme o uso e as demandas dos clientes, receberá novos aplicativos.

O mercado já está se preparando

O avanço do entretenimento a bordo é resultado da preocupação de alguns países em desenvolver soluções de segurança e proteção para as pessoas. Além, claro, das empresas oferecerem interfaces intuitivas e inteligentes para consumidores que buscam recursos similares aos de smartphones.

Outras gigantes do mercado europeu, como BMW e Fiat também têm investido em centrais de multimídia. Alguns modelos dessas marcas, por exemplo, tem controle de conforto, como assentos, ar condicionado, área de informações do veículo e conexões com aplicativos.

O iDrive 7.0 da BMW, também é um dos melhores sistemas de infotainment. Entre as variadas funções, está o modo “Relax”, que reproduz música relaxante, mantém o interior do carro com as luzes baixas e a temperatura aquecida.

Esteja pronto para o futuro

Diante disso, fica claro que o infotainment é uma inovação que veio para nos mostrar como a tecnologia e a experiência podem, juntas, definir o futuro da indústria automotiva.

Um dos motivos que tem impulsionado a grande mudança é o fato dos carros estarem cada vez mais inteligentes, abarcando no veículo as tecnologias do dia a dia. A direção autônoma também contribui para essa tendência, fazendo com que as pessoas se importem mais com a experiência do que com a condução.

Agora, é preciso identificar oportunidades para desenvolver aplicações que atendam a essa demanda de clientes cada vez mais conectados e exigentes. Afinal, proporcionar experiências que simplifiquem a vida das pessoas será, com certeza, uma prioridade daqui pra frente.

Nós da AIS, com todo o trabalho que temos construído para grandes marcas no setor automotivo, já fazemos parte dessa inovação e estamos adiantados neste assunto. Temos hoje um time de especialistas antenados a essas tendências e estamos confiantes de que esse é o caminho para que os carros do futuro sejam a nossa realidade.

Quais principais impactos e desafios você acredita que o infotainment ainda vai trazer para a indústria automotiva? Vamos continuar essa conversa aqui nos comentários!