Por que é importante fazer um bom product discovery no desenvolvimento de projetos digitais para seguradoras?

Nosso product discovery na parceria Interseguro + ília.

Em conjunto com a seguradora peruana Interseguro, a ília, especialista em produtos digitais e que tem o mercado de seguros com umas das principais indústrias de atuação, concebeu e desenhou uma solução para melhorar a experiência dos usuários daquela companhia com seus produtos. 

O papel da ília foi fazer um processo de product discovery, em ouvir a necessidade dos gestores e usuários, propor, criar, testar e validar protótipos para os canais digitais da seguradora. 

“Fizemos um workshop com eles para ouvir o que queriam, saber o que não funcionava, o que podia melhorar e fazer uma análise técnica do que já existia. O passo seguinte foi entender o comportamento do usuário e suas necessidades. Isso tudo sem sermos do país. Esse é o nosso grande diferencial, fazer um bom product discovery”, avalia Marcelo Lima, Account Manager da ília neste projeto. 

Afinal, o que é o product discovery? 

O processo de product discovery é um método para colher o máximo de informações possíveis sobre usuários, mercado e negócio do cliente para o entendimento profundo de uma solução digital mais alinhada às necessidades e realidade do usuário final, sempre considerando a viabilidade técnica para implementar o que está sendo proposto.

“É uma imersão no mercado de atuação do cliente, de ir atrás dos concorrentes, entender qual o tipo de linguagem utilizam, como chegam ao usuário. Também analisamos aspectos visuais e de conteúdo que o produto traz hoje”, explica Marcos Almeida, Líder de Experiência da ília neste projeto. 

Com esse entendimento aprofundado, podemos revelar as oportunidades de melhoria e inovação que o produto do cliente pode alcançar dentro de seu mercado. 

O product discovery te ajuda a ser mais veloz e assertivo na construção de produtos digitais de impacto, uma das especializações da ília. A maior parte dos produtos surge através de suposições. Muitas vezes as empresas não se preocupam em validar as hipóteses antes de lançar algo no mercado. 

“O que fizemos foi exatamente o contrário. Buscamos entender as oportunidades de aprimoramento do que já existia, realizamos sugestões visuais e de interação para melhorá-lo, testamos nossas sugestões com os usuários, ajustamos o que deveria ser ajustado, e conseguimos lançar um produto mais aderente às necessidades dos usuários”, explica Almeida. 

Como foi o trabalho junto à Interseguro

A seguradora peruana decidiu contratar uma empresa brasileira para desenvolver uma solução digital para web e mobile, por indicação de um contato em comum, feito por meio do nosso escritório na Espanha. Porém, como se trata de um país da América Latina, foi desenvolvido pelo escritório no Brasil. 

O produto a ser analisado foi o SOAT – Seguro Obrigatório de Acidentes de Trânsito (similar ao antigo DPVAT aqui no Brasil), sua apresentação e usabilidade para as plataformas na web e mobile. 

Por falta de tempo hábil para ouvir os usuários, um dos desafios da ília foi fazer a análise do comportamento por diferentes canais, por exemplo, as redes sociais, onde houve uma busca por comentários sobre as dores e necessidades expressas nos posts da Interseguro. 

O processo de product discovery incluiu ainda como funciona o seguro, como se dá a contratação, a periodicidade. E também uma análise do produto atual, ver onde as pessoas clicam, se acessam mais por desktop ou mobile. 

Um bom product discovery traz o conhecimento de mercado e de negócio para o time da ília, que passa a fazer parte do mundo do produto do cliente.

A entrega da ília para a Interseguro

A ília foi responsável por atualizar o Look&Feel e a experiência dos usuários no canal web, através de um discovery completo.

“Estou muito satisfeito com o trabalho feito com a ília. A maneira como o time conseguiu se colocar no lugar dos nossos clientes logo na primeira etapa do projeto e entender profundamente como eles pensam e o que os motiva. Não é fácil levando em conta que a ília é uma empresa do exterior”, declarou Sebastian Guillen, Digital Product Owner da Interseguro. “Destaco ainda a velocidade em atualizar os nossos protótipos ao receber nosso feedback e dos clientes”, completou. 

Ao mapear a jornada do usuário, o time da ília conseguiu entender e propor melhorias que tornariam a vida do cliente da Interseguro mais fácil. Por exemplo, a possibilidade do usuário renovar automaticamente seu seguro. “Muitas vezes o cliente não sabe que existem oportunidades de melhoria em seus fluxos atuais, até que o nosso time mostre novos caminhos mais alinhados com as expectativas de seus usuários”, acredita Almeida.

Value@speed, a metodologia desenvolvida e aplicada pela ília 

Em um ambiente ágil, os times da ília e Interseguro trabalharam de forma conjunta na definição e priorização daquilo que deveria ser feito em cada sprint, um período de tempo, normalmente duas semanas, onde o time realiza as tarefas que foram priorizadas e eleitas durante a reunião de planejamento. Cada tarefa era mapeada e definida para que o produto ganhasse forma. 

Com o processo de imersão, foi possível conhecer a fundo o que já era realizado pela Interseguro, o mercado em que está inserido e seu público. Nessa fase, mapeamos a jornada atual do usuário junto com a seguradora e destacamos pontos de dores e oportunidades de aprimoramento. 

Em seguida, iniciamos a fase de ideação, onde sugestões de melhorias eram compartilhadas entre os times. Durante essa etapa, de forma colaborativa, os times se envolveram em workshops que definiram o que seria a jornada do usuário ideal, resolvendo problemas mapeados. Essa fase clareou a nova estrutura e fluxo que o produto deveria apresentar. Estávamos prontos para começar a desenhar as primeiras telas.

No processo de desenho, mais uma vez envolvendo o cliente, buscamos entender as preferências visuais que deveriam ser seguidas para construção do produto. Essa atividade foi conduzida de forma colaborativa e buscava entender o gosto do cliente, para que o produto estivesse bem alinhado com suas expectativas. O resultado foi a criação de um protótipo navegável de alta fidelidade, com novas interações e fluxos, melhorando a experiência dos usuários.

A validação é essencial após o product discovery

Com as telas prontas, chegou a hora de validar nossa proposta. Foram criados testes de usabilidade online, onde colocamos o protótipo nas mãos de usuários reais para colher feedbacks e entender eventuais problemas e dificuldades enfrentados por eles. 

Mais de 476 pessoas testaram e compartilharam suas opiniões sobre o produto. Com base no resultado dos testes, observamos que os usuários gostaram da nova experiência e que tiveram mais facilidade para executarem as tarefas desejadas.

Com o produto ajustado e validado, trabalhamos no hand-off para o time de desenvolvimento da Interseguro. “Houve uma sinergia muito grande. A troca ao longo do processo foi essencial, porque eles trouxeram pontos que não conseguiríamos levantar sozinhos”, declarou Almeida. 

Isso fez com que o produto fosse criado a várias mãos, sem que saísse dos caminhos pensados pelo cliente, com reuniões de checkpoint – para deixar o cliente sempre envolvido com o processo de criação.

“A metodologia de trabalho foi um diferencial. A forma como priorizamos as tarefas para cada sprint levando em consideração nossas principais necessidades e os checkpoints que foram muito úteis para fazer mudanças rápidas”, conclui Guillen. 

Compartilhe

Somos especialistas em design, tecnologia e dados para criar produtos digitais com velocidade e assertividade.

Aceleramos times e impactamos negócios disseminando a cultura ágil através dos nossos
agentes de transformação.

Auxiliamos com a implementação ou estruturação do Salesforce, possibilitando uma visão 360º de seus clientes de forma conectada aos canais digitais.

Este website utiliza cookies para estatísticas e publicidade. Saiba mais em nosso Política de Privacidade.